segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Início de semana, oportunidade de recomeço.

Olá meu povo, bom dia!
E a segunda-feira nasceu linda, azulada, ensolarada.
O dia chegou claro, sem nuvens, e a beleza do raiar pôde ser contemplada sem obstáculos.

Adoro quando começo meu dia assim.
Acho que renova a alma logo no primeiro dia de mais uma semana de vida e de atividades. 
É a natureza dizendo: é preciso recomeçar.

E os desafios recomeçam, as oportunidades, os aprendizados.
Para quem tem medos é a oportunidade de desenvolver a coragem.
Para quem alimenta e guarda mágoas é a hora de se libertar.
Para quem vive angustiado é momento de renovar a confiança.
Para quem está desesperançado é hora de reativar a esperança.

Já para quem está amando é a oportunidade de ampliar esse sentimento.
Para quem está feliz é o momento de compartilhar com quem o cerca.
Para quem está confiante é hora de ajudar outros a também confiarem na vida.
Para quem está em paz é a oportunidade de auxiliar outros seres a também encontrá-la.

Começo de semana sempre traz esse simbolismo.
Então, porque você também não experimenta recomeçar?

Dissolve esses sentimentos negativos que andam travando teu caminhar.
Redescobre o prazer de sonhar.
Inicia um contrato de amor contigo mesmo.
Acredita que depende de ti, reviver.

Se o sol nasce todo dia mesmo depois de uma longa noite,
porque tua vida também não pode voltar a brilhar de alegria, amor e conquistas?!
Pensa nisso, tá?!

Uma semana iluminada para todos.
Xanda

* Foto: Silvério Pessoa

sábado, 16 de fevereiro de 2013

Minha cidade ...

Cidade linda,
cidade de cores,
cidade de alegrias
cidade de amores.

Encrustada no anil do céu
mais bela ainda ela fica
mais colorida e infinita
muito mais magnífica.

Pra que filtros?
Se ela é bela ao natural
basta focar as lentes
e registrar momentos sem igual.

Esse é o meu Recife.
Que contemplo através das pontes,
que observo através dos rios,
que reencontro a todo instante. (14.02.13)

Lhe desejo ...

Lhe desejo um sábado com pé na grama
cheiro de flores
orvalho bem cedinho
com cara de carinho.

Lhe desejo um dia de cores,
com afeto e amores
com belos caminhos
por onde não andes sozinho.

Te desejo um lindo fim de semana
com cara de bolo de banana
gosto de goiabada
e cheirinho de lavanda.

Ou seja,
te desejo um fim de semana com cores, sabores e aromas
com sorrisos e abraços
Com paz e alegrias.
Bom fim de semana.

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Nas ondas do mar

Observo calmamente as ondas do mar. 
Mansas, calmas, elas se espalham pela areia 
seu movimento me lembra o doce espalhar de um abraço
como se o mar quisesse acarinhar a terra. 

É na renda das ondas que me deslumbro 
na perfeição do seu formato 
na perfeição de suas curvas 
na doçura do seu ato. 

Ver o mar me traz paz 
ouvir o mar me acalma 
sentir o mar me hipnotiza. 

No seu movimento sereno ele me fala de saudade. 
No estender do seu véu de ondas ele me fala de doçura. 
Na imensidão do seu verde ele me traz esperança. 

Nos mares da vida

Na renda branca das espumas
costura-se o vai e vem do mar
espalhando seu manto branco
pela areia a molhar.

Assim também são as ondas da vida,
num eterno vai e vem
em algumas horas elas se espalham mansas, pacíficas
em outras com fúria.

Em ambas, a natureza faz o seu trabalho
que é o de construir algo melhor
algumas vezes tendo que destruir algo mal feito
para que só a beleza brilhe ao redor.

E depois desse tufão
vem o mar com doçura e paixão
acarinhar novamente a terra
amando-a mais, tornando-a terna.

Assim também são os nossos corações.
Cheios de orgulho, egoísmo e melindres.
Vez em quando atingidos pelos vendavais e ondas gigantes
visando limpá-los e aliviá-los desses entulhos.

Quando chega o tempo da tempestade
é que se faz necessária a fortaleza da fé
o exercício da humildade,
e o momento de aprender.

Entender o que a vida quer de nós,
o que deseja que nos sejamos.
Para que após a turbulência novo céu brilhe
e o sol junto com as ondas mansas do mar possam novamente nos acarinhar. (14.02.13)

sábado, 2 de fevereiro de 2013

Vendo o meu sertão ...

Volto ao sertão. 
Pelos meus olhos a paisagem passa.
Imagens de um sertão verde,
o sertão do Cariri.

Meus olhos se enchem de graça
por ver o sertão florido,
por ver o pasto comprido,
além do que eu posso ir.

Meu peito se enche de alegria
por ver toda essa magia
e onde até a lua cheia adia,
o momento de sumir.

Que alegria visitar o meu sertão.
Ver seu povo simples,
contemplar as planícies
belíssimas em seu existir.

Agora a pouco vi um mandacaru florido 
e todo bom matuto sabe do seu significado,
pois como bem cantou o Mestre Lua
é a chuva dando sinal no seu roçado.

E no céu de um azul celeste
a lua cheia passeia tranquila,
e vai se despedindo em pleno dia
do sertão que ela alumia.

(Juazeiro do Norte, 01.02.13)

Na Estrada ...

Estou novamente na estrada.
Estrada que me leva a caminhos diversos.
Estradas que falam de vida de dores, de amores, de alegrias.

É na estrada que a vida acontece.
É no ir e vir que as histórias se desenrolam.
É no caminhar que as verdades aparecem.

Minha vida é uma estrada sem fim.
Nela caminho contando causos, histórias, vivências de coisas e pessoas,
mas que também refletem um pouco de mim.

Adoro viver nessa imensidão.
Amor ir e vir nestas terras sem fim.
Amo colocar o pé na estrada
e viver a vida assim.

(Juazeiro do Norte, 01.02.13)