sábado, 30 de março de 2013

Da varanda vejo a vida que estua ...

E da varanda vejo a cidade estuante lá embaixo.
Ao redor, milhares de estruturas de concreto.
Luzes e colorido por todo lado.
E a lua ao fundo como que abençoando a noite da humanidade.

Em cada prédio que enxergo me pergunto:
que vidas, que histórias, se escondem por trás dessas paredes?
Quem são essas pessoas, que opções de vida elas têm feito?
Quais caminhos elas escolheram?

Que desafios se escondem em cada vida?
Que alegrias fazem brotar os seus sorrisos?
Que amarguras entristecem os seus sentidos?
Que máscaras elas construíram para si?

Cada estrutura de concreto que vejo encerra uma vida.
Cada vida traz uma história.
Cada história é construída por cada vida.
E eu apenas contemplo tudo isso, aqui da varanda... 

quinta-feira, 28 de março de 2013

Fim de tarde

Vejo o entardecer e enterneço-me.
Aos poucos a luz se despede do céu
e as cores vão desbotando 
para dar espaço ao breu.

Assim também é a vida.
Vivemos sua apoteose na juventude e no vigor
e no derradeiro momento
apenas nos tornamos versos, pálidos reflexos do que fomos.

Dores, amores, sofrimentos, realizações
Conquistas, derrotas, alegrias, tristezas.
Tudo tem seu começo e seu fim,
tudo caminha para um fim de tarde, enfim.

É belo olhar o dia se despedir
e com ele me despeço também.
Das realizações e feitos que um dia
também sonhei pra mim.

Mas não, isso não é um lamento.
É acima de tudo uma constatação.
De que o grande aprendizado da vida é viver o momento
e desmontar as amarras da ilusão.

domingo, 24 de março de 2013

Arrisque tudo pela verdade


sexta-feira, 15 de março de 2013

Ele e eu

Eu estou Nele e Ele está em mim.  
Sou interligada nessa força maior chamada Deus.
Faço parte Dele como tudo o que me cerca.
Sou sua filha e não temo as trevas.

Sou parte dessa engrenagem universal,
sou divina, sou deusa, sou sol
Sou vida, sou luz, sou cor
sou resultado da Divina inspiração e de seu amor.

Estou Nele, como Ele está em mim.
Somos dois e ao mesmo tempo somos um.
Porque tudo que sou vem Dele.

E dessa ligação infinita entre eu e o Divino
é que nasce a vida que brota no meu íntimo
dizendo a mim mesma: sois filha de Deus, sois um de seus pequeninos.

Hoje

Mais uma noite e eu aqui estou a contemplar o céu. 
A calma me toma, me deixo por ela envolver.
Hoje não há pressa, não há desejos, não há expectativas,
apenas o silêncio.

E olho a noite e vejo a lua crescente
e me encanto com seu luar amarelado de quem vai se despedindo de minha visão.
E me pego a pensar: exato!!
É tempo de reflexão.

Mas hoje não quero pensar.
Meu desejo é apenas olhar.
Olhar serena e embevecida
o caminho da minha amiga.

E que bom que hoje, nem que seja por breves momentos,
posso me dar o luxo do nada fazer.
Posso apenas ser e estar.
Posso apenas a lua contemplar.

terça-feira, 12 de março de 2013

Parabéns às minhas jovens senhoras pernambucanas ...



Hoje é o dia delas.
Vivem juntinhas, lado a lado, à beira mar.
São irmãs de histórias, de sucessos, de derrotas.
São irmãs na beleza e na alegria.
Calorosas, coloridas, amorosas.
Encantadoras sob todas as óticas.
Uma tem a paz dos Mosteiros da Índia.
A outra tem rios que o poeta se põe a contemplar.
Ambas, apesar de jovens senhoras, 
ainda têm muito o que aprender, crescer e melhorar.
Queria Deus que as pessoas que nelas habitam
aprendam a ter amor e carinho por essas cidades. 
Aprendam o valor de cuidar delas,
para que possam vivê-las mais à vontade.
Hoje parabenizo às duas cidades que me adotaram nessa existência.
Olinda, minha terra de adoção. 
Recife, meu portal de entrada para uma nova encarnação. 
A elas, meu carinho, amor e eterna gratidão.
Parabéns minhas queridas!! 





quinta-feira, 7 de março de 2013

Despedida ...

Despeço-me nesse momento.
Do que me despeço?
Me despeço da ilusão.
Hoje despeço-me da ilusão que criei acerca de ti.
Hoje despeço-me da ilusão que criei acerca de mim.

A despedida é uma partida.
E neste momento eu parto.
Mas a despedida também é uma chegada.
E agora eu chego onde queria.

Desfaço ilusões que escorrem pelos meus dedos 
como grãos de areia.
Despeço-me de dores que me aprisionaram 
por muito tempo.
Desmonto o que eu fui para dar lugar ao que quero ser.
Observo o futuro e aquilo que eu quero ter.

Por isso, hoje me despeço.
Me despeço de ti.
Me despeço de mim.
Me despeço de me iludir.

Parto para novos caminhos.
Parto para novos destinos.
Deixo serenamente o ontem.
Para me encontrar com o hoje e chegar no amanhã mais feliz.
Adeus.