domingo, 19 de junho de 2016

Numa manhã de domingo...

É de manhã. 
E a chuva mansa molha a minha varanda,
aquecida pelos tímidos raios do sol dessa manhã de domingo.
No som, um clássico como todo domingo de manhã pede.

Sim, porque para se contemplar a beleza do dia que nasce
banhado pelo frio do alvorecer,
aclamado pelo cantar do beija-flor,
só uma música que nos faz enternecer.

Esse momento me traz calma, carinho, amor.
Ouço a música e me deixo tocar por seus acordes.
Ela é doce e suave, como suave é a chuva que cai.
Integrada. Eis como me sinto nesse momento,
como se eu fosse um pedaço de tudo isso que vejo, ouço e sinto.

Sim há paz e beleza no amanhecer.
No cair da garoa fina.
No silêncio que o mundo canta nesse momento.
Na composição clássica que ouço.
Isso também é vida.

Asserenar, acalmar, sentir, ouvir, se permitir.
Uma gratidão profunda toma conta do meu coração nesse momento
Um sentimento de imensa alegria e serenidade.
Obrigada meu Deus por esse momento.