quarta-feira, 20 de abril de 2011

Nessa páscoa opte pela alegria

Oi gente!!!
Bom dia pra vocês. Hoje, pelo menos, tá mais sequinho, né?!!
Tem até réstia de sol por aqui, pense numa coisa boa pra "esquentar os ossos véios"!!!!!

Mas hoje cá estou porque a semana está sendo concluída nesta quarta-feira. Semana mais curta por causa do feriadão da Páscoa. Pra muita gente, são quatro dias para farra, vinho, peixe e feijão de côco (delícia!!) e almoço com a família.

Para outros, são quatro dias para relembrar o "sofrimento" daquele que é considerado pelos chamados "Cristãos" como o Salvador, Jesus.

Eu prefiro dizer que a Páscoa é um momento pra gente refletir e pensar nas qualidades que esse homem chamado Jesus demostrou, nos momentos mais críticos de sua vida e que a gente, pelo menos aqueles que seguem alguma religião ou filosofia cristã, ainda não consegue praticar. Por isso, discordo dessa história de apenas "usar o período para lembrar do sofrimento de Cristo". Perdoem-me se parece uma heresia o que digo, mas tentarei me explicar.

Nos diz a história que foi no período da Páscoa que Jesus se reuniu com os seus apóstolos para a ceia (ele também gostava de um jantarzinho, tão vendo?!!). Entre eles estava também aquele que seria o responsável pela Sua entrega às tropas romanas, Judas. Também estava lá aquele que iria negá-Lo por três vezes na hora maior do testemunho, Pedro. Porém, mesmo já sabendo disso, porque o Ele tinha o poder de saber o que iria acontecer, Jesus os recebeu com o mesmo carinho, da mesma forma como tratou os demais apóstolos. Aqui vemos o exemplo do exercício da COMPREENSÃO do Mestre com as fraquezas dos discípulos, pois ele sabia que cada um só dá o que tem dentro de si.

Ainda nesse momento, um outro belíssimo exemplo foi dado por Jesus ao "lavar os pés" dos apóstolos. Diriam os orgulhosos, aqueles que se envaidecem do mínimo cargo que possuem, "ah, isso é um absurdo. Eles é que deveriam lavar os pés do Mestre". E ai, o Nazareno dava mais um exemplo vivo da sua mensagem mostrando que se deve servir sempre, independente de ser mestre ou aprendiz, corroborando uma frase dita por Ele mesmo: "quem não vive para servir, não serve para viver". Aqui está a lição da HUMILDADE.


Foi ainda no período da Páscoa, que outras grandes lições foram deixadas por Ele e que passam despercebidas por nós.

A primeira foi da NÃO VIOLÊNCIA quando se deixou prender pelos soldados, maltratado e crucificado sem em nenhum momento deixar-se levar pelo seu lado sombrio, escuro, da agressão, do revide. Muito mais coragem precisou ele para "não retribuir o mal com o mal, e sim com o bem".

A segunda foi do PERDÃO INCONDICIONAL às ofensas e agressões que lhe fizeram, não vendo a turba ensandecida pelas suas próprias sombras como inimigos, e sim pessoas doentes da alma que não conseguiam entender uma mensagem que falava de AMOR, DOAÇÃO, RENÚNCIA E ALEGRIA DE VIVER independente da vida que você levasse.

A terceira e grande lição foi do AMOR INCONDICIONAL aos seus amigos mais íntimos que lhe traíram, Judas e Pedro, a quem Jesus beijou e enviou um olhar de amor profundo mostrando para eles que não lhes guardava mágoa pelo ocorrido.

E a quarta e última grande lição deixada pelo chamado Homem de Nazaré, foi da LIBERTAÇÃO. O homem que consegue superar sua animalidade, não se deixando levar pelos sentimentos que a massa acha normal, rotineiro, que tem a coragem de ser diferente e fazer diferente, se liberta de si mesmo, alçando um patamar de tranquilidade na vida que não tem momento de dificuldade que o abale. Pois a sua fé (seja ela qual for) está baseada na certeza de que todos somos viajores do mesmo barco e que, mais cedo ou mais tarde, haveremos de despertar para a realidade de que só vivendo o amor poderemos realmente encontrar a tão sonhada paz que almejamos.

É por isso, meu amigo e minha amiga, que não lembro de Jesus nesse período pregado numa cruz, porque os exemplo que Ele deu fora dela são tão ou mais importantes do que a imagem de um homem ensanguentando.

Enquanto ficamos apenas "cultuando Ele na cruz" esquecemos de olhar o fundamental: os exemplos que Ele deixou e que nós ainda fazemos questão de não colocar na nossa vida.

Por isso, desejo que sua Páscoa seja um momento de alegria por você ter a oportunidade de conhecer um Homem que amou até o último momento, em todas as situações. Que Ele lhe inspire também a fazer o mesmo em todas as nuances da sua vida.

Um bj no coração de todos e boa páscoa!!!
Xanda

Nenhum comentário:

Postar um comentário