sexta-feira, 10 de junho de 2011

Aproveite o final de semana para amar!

Eita, e hoje é sexta-feira!!


E essa chegou com gosto especial, pelo menos aqui por Pernambuco, já que estamos em plena agitação das festas juninas. Sim, porque são joão aqui começa no primeiro dia do mês de junho e vai até o dia 30.


Não bastasse isso, ainda temos um final de semana com gosto de chocolates, jantares especiais, presentinhos, dengos e outras "coisitas" mais, inerentes a toda boa comemoração do Dia dos Namorados!!
É, o negócio vai ser animado!  ;)


Quem já recebe meus emails a algum tempo vai lembrar que certa feita chamei essa data de "Dia do Aperreio" (aperreio em bom pernambuquês significa, preocupação).
Pois é, para algumas pessoas é isso mesmo. 
Para uns porque é a tal da doideira de comprar presente, roupa nova para impressionar, buscar um lugar (normalmente cheio!) para jantar, e por ai vai.
Para outros, o aperreio é justamente por "não ter com quem se aperrear".


Mas, seja lá qual for o seu caso, lembre-se de que o importante é ter a coragem de amar.
Sem coragem, não tem como você descobrir as delícias desse sentimento.
E amar não é fazer com que sua vida "dependa da existência do outro ao seu lado".
Amar é, primeiramente, gostar de si mesmo, se dar valor, ter vontades particulares que possam ser compartilhadas ou não com o outro.


Por não gostarmos de nós como deveríamos, colocamos na mão do outro a responsabilidade de nos "fazer pleno de amor". E ai, quando esse outro vai embora, pronto: acabou-se o mundo, a vida, nossos sonhos. Nos revoltamos, nos auto destruímos. Isso não é amor. É dependência e, em alguns casos, doença.


Quem ama de verdade deixa o outro livre, confia primeiramente na sua capacidade de ser amado e depois no outro.
Quem ama de verdade fica feliz com as conquistas do outro, com seu crescimento profissional e pessoal.
Quem ama de verdade abre mão de livre e expontânea vontade de alguns desejos em prol do outro, o que não significa deixar-se dominar e anular. 


Quem ama de verdade guarda sua individualidade pois é ela que o faz único, atraente, e interessante aos olhos do outro.
Quem ama de verdade se cuida, gosta de si, e não deixa para fazer aquele regime ou mudar o corte de cabelo, de melhorar seu corpo ou de ser uma pessoa melhor, ou de finalmente realizar um sonho profissional há muito guardado, apenas quando outro vai embora e lhe dá um "chute nas nádegas".


Quem ama de verdade vê no outro a oportunidade de troca e não de complemento de algo que lhe falta, porque nós fomos criados únicos e plenos por aquilo que chamamos de Deus. Portanto, não nos falta nada, ninguém pode nos complementar realmente a não ser nós mesmos.


Ah, e quem ama não tem medo de dizer EU TE AMO.
Apesar de hoje algumas pessoas estarem como medo de se jogar "na dor e na delícia de ser o que é", não tem nada melhor do que sentir e ter prazer em sentir. É nos erros e acertos que vamos aprendendo a amar com correção e isso vai nos tornando pessoas mais fortes e mais felizes.


Como diz o poeta: 
"Quem for feliz no amor, que levante o dedo. E me responda sem medo, se verdade for. 
Quem já provou dessa água e banhou-se no rio, sabe o gosto que sentiu e a marca que ficou..."


Portanto, desejo um final de semana com muito amor e carinho para você, ao som de um bom forrózinho porque isso sim, é dança pro dia dos namorados!!!


E como não podia deixar de ser, termino meus escritos de hoje relembrando ele, o grande Rei do Baião, o mestre Luiz Lua Gonzaga!
Bjs, bom fim de semana e um maravilhoso Dia dos Namorados!
Xanda


O Xote Das Meninas

(Luiz Gonzaga / Zé Dantas)

Mandacaru quando fulora na seca

É o siná que a chuva chega no sertão
Toda menina que enjôa da boneca
É siná de que o amor já chegou no coração...

Meia comprida, não quer mais sapato baixo

Vestido bem cintado, não quer mais vestir chitão...

Ela só quer só pensa em namorar

Ela só quer só pensa em namorar...

De manhã cedo já tá pintada

Só vive suspirando, sonhando acordada
O pai leva ao dotô, a filha adoentada
Não come, nem estuda, não dorme e nem quer nada...

Ela só quer, só pensa em namorar

Ela só quer, só pensa em namorar...

Mas o dotô nem examina
Chamando o pai do lado lhe diz logo em surdina
Que o mal é da idade e que prá tal menina
Não tem um só remédio em toda medicina...

Ela só quer, só pensa em namorar

Ela só quer, só pensa em namorar...

Nenhum comentário:

Postar um comentário