segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Que nesta semana brilhe a sua luz!

Oi gente!!!
Boa noite pra todo mundo.


Desculpem o sumiço mas, nesses últimos dias meu nome foi "correria" e o sobrenome "cansaço". E ai, sem tesão e inspiração, não tem quem escreva!!


Mas hoje tive toda a inspiração necessária, já que meu amigo "São Pedro" resolveu colaborar com sua companheira aqui e liberar as noites das nuvens pra que eu possa ver a bela lua cheia. Sim, ou vocês pensam que deixei de ser "lunática" no bom sentido?! Sem chances.


Essa semana um amigo meu me questionou: tu ainda estás nessa fissura pela lua?!! E eu calmamente respondi que sim!! 


Pra dizer a verdade, espero sinceramente morrer abestalhada desse jeito com a natureza que Deus criou, porque se tem uma coisa que não desejo é ficar apenas fechada e focada no chão. Vez em quando é bom olhar pro céu, para as estrelas, deixar a mente viajar no alto para que os desafios rotineiros da vida se tornem mais leves, mais suportáveis. Até, para que possamos abrir campo mental para que as soluções cheguem.


Sim, porque quem não abre sua energia para o universo que o cerca, poucas chances tem de encontrar as respostas que precisa para os caminhos de sua vida. 


Só pensar no problema não resolve. Não há como a gente "encontrar brecha mental" para chegar as respostas ou soluções que nos ajudem a superá-lo. E a gente tem uma mania danada de focar a mente no negativo, de ficar "resenhando" (ruminando em bom nordestinês) um assunto ou um aborrecimento o tempo todo na mente. Principalmente pensando no que gostaria de dizer e não diz ou por falta de coragem ou, porque já passou a oportunidade. E ai, não tem pra onde: a gente trava tudo dentro da gente e ao nosso redor. Por mais que o universo queira nos mandar as respostas, seja por uma inspiração, ou pela fala de outra pessoa, ou até por um texto que nos chegue por acaso, a gente tá tão cego, tão fechado, que não percebe nada.


E ai vamos querer buscar as respostas em outros lugares. Mudamos de religião, procuramos advinhos, tentamos encher o "tanque de cachaça", enfim, caminhos alternativos não faltam pra ir "em busca das respostas".


Mas, a gente vai rodar, rodar, rodar, e vai cair no mesmo ponto: em nós mesmos.
Acho que uma coisa muito difícil de entendermos é que as respostas estão dentro de nós. E que para ouvi-las não adianta fugir de si: temos que parar, tentar acalmar a mente e aprender a nos ouvir, ouvir a voz que vem de dentro, do coração. 


Geralmente numa situação, com raríssimas exceções, quem precisa mudar somos nós, e não os outros. Essa mania de sermos rancorosos, de ficar melindrado com qualquer coisa, de ser egoísta, orgulhoso, vaidoso demais, de querer se vingar dos outros ou de desejar o mal para outrem é o que nos destrói aos poucos e complica nossa vida. 


Há ainda aqueles que não conseguem ver o seu valor, que menosprezam o próprio potencial, que acham que tudo na sua vida vai dar errado. Tudo por falta de uma boa autoestima.


Seja qual for o caso, o fato é que a gente sofre muito sendo assim, tenhamos consciência ou não disso, pois nunca conseguimos ter paz nem aproveitamos verdadeiramente os momentos de alegria ou as boas oportunidades de crescimento e aprendizado que a vida nos oferece.


Encontrar o seu próprio caminho na vida não é algo fácil. Até porque, fomos educados para fazer o que os "outros achavam que a gente devia fazer" e não para ouvir nosso coração e seguir aquilo que ele nos pedia. Resultado: gente adulta complicada, sempre em fuga de si mesmo, dependente ou de pessoas, situações ou de muletas psicológicas como medicamentos e drogas lícitas ou ilícitas, ou ainda compulsiva.


E a vida não quer nada disso da gente. A vida nos quer plenos, felizes, realizados, aprendendo diariamente sobre si e transformando esse aprendizado num instrumento de auto construção de nossas individualidades.


São em noites como a de hoje, ao olhar pro céu, que eu mais percebo a bondade Divina para comigo e os que me cercam. Se durante a escuridão da noite uma pequena lua pode aclará-la ao ponto de transformá-la em algo tão belo, o que será de nossas vidas, das sombras que não queremos enxergar ou desconhecemos, quando a gente deixar a luz da energia cósmica que nos criou verdadeiramente entrar em nós e conduzir a nossa existência?!!


Nossa!!! Vai ser simplesmente TUDO DE BOM!!!
Pensem num clarão danado que vai ser?!!
Porque somos como a noite: aparentemente cheios de sombras, porém basta uma pequena luzinha se acender dentro da gente para que nossa própria luz brilhe. Vós sois Deuses! Que Brilhe a vossa Luz! Disse alguém que admiro, um dia!


Portanto, que nessa semana, inspirados pelas belas noites "agostinas" de lua cheia, todos vocês possam encontrar em si sua própria luz e fazê-la brilhar.
Um bj no coração e boa semana.
Xanda



Clarear

(Roupa Nova)

Clarear!
Baby, clarear! 
Pelo menos um pouco de sol 
Eu só quero clarear 
Quando não houver mais o amor 
Nem mais nada a fazer 
Nunca é tarde pra lembrar 
Que o sol está solto Em você...


Um pouco de luz nessa vida
Um pouco de luz em você 
Um pouco de luz nessa vida 
 

Clarear!
Baby, clarear! 
Eu quero clarear de vez 
Tudo aquilo que encontrar 
Quando o pouco de bom rarear 
E a vida for escura e ruim 
Nunca é tarde pra lembrar 
Que o sol está dentro de mim...


Um pouco de luz nessa vida
Um pouco de luz em você 
Um pouco de luz nessa vida 

Quando não houver mais o amor 
Nem mais nada a fazer 
Nunca é tarde pra lembrar 
Que o sol está sobre você....


Um comentário: