quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Deixe a luz crística entrar em seu coração nesse Natal

Oi gente!!
Andei sumida, né?
Mas não pensem que deixei de curtir a última lua cheia de 2011. Pelo contrário, aproveitei-a em alto estilo: na praia de Tamandaré, no litoral sul. E Papai do Céu não se fez de rogado e deixou as noites maravilhosas naquele final de semana.


Mas, hoje vim aqui rapidinho primeiro pela saudade de escrever, segundo porque como está chegando o Natal eu queria conversar um pouco sobre uma coisa que acontece nesse período com algumas pessoas: melancolia de fim de ano.


Um monte de gente fica "de bode", nessa época do ano, ou seja, deprimida, baixo astral. É até comum escutarmos frases do tipo: detesto fim de ano!!! Os motivos são os mais diversos, seja porque isso remete ao sentimento de família (e muita gente se perdeu da sua), seja porque lembre alguém que já partiu, seja porque tem gente que não gosta mesmo de ver a alegria dos outros.


Independente de qual seja o motivo, o fato é que essas melancolias podem nos levar a doenças profundas como a depressão e, nessa época, são danadas para levar as pessoas à prática do suicídio. Se tivéssemos a coragem de olhar realmente para dentro de nós veríamos que por trás desse "abuso" com relação ao fim de ano, estão questões mal resolvidas ou trabalhadas dentro de nós. Perdas que não assimilamos, mudanças de vida que não foram aceitas, situações que não se concretizaram e nos geraram rebeldia e revolta íntima.


E essas coisas continuarão existindo enquanto não tivermos a coragem de encará-las de frente e usar do recurso da resignação ativa, ou seja, a aceitação que não nos faz estagnar, e sim, transmutar a frustração e fazer "do limão uma deliciosa limonada".


É a nossa baixa frustração às perdas e aos reveses da vida que nos levam a essas situações e nos colocam em situação emocional deplorável naquela que deveria ser a melhor época do ano para todos os que se dizem cristãos.


Segundo o calendário humano, foi neste mês que nasceu Aquele que veio nos mostrar que existem outros caminhos a serem seguidos. Que a alegria é sim, possível, desde que sigamos a lei do Amor, a única que pode verdadeiramente nos fazer superar as adversidades e as dores. O natal significa relembrar os exemplos de amor, carinho, doação, paciência e perseverança que Jesus teve para com seus apóstolos e o povo daquela época e que, ainda o pratica em relação às nossas "cabeçadas" até hoje.


O natal é a gente relembrar que não está só, que Ele está presente sempre nas nossas vidas, principalmente, quando as coisas "apertam para o nosso lado". Ele dizia que estaria conosco até o fim dos tempos, dos tempos do egoismo, da dor, da nossa imaturidade. Ele sempre está.


Portanto, neste Natal eu desejo à você, cujo coração está sofrido e em dor, que permita-se iluminar pelo amor do aniversariante do dia. Não se preocupe com mesa farta, roupa bonita e presentes caros. Se isso até hoje não te trouxe a paz e a alegria que buscavas, tenta outros caminhos, da simplicidade, da reflexão, da coragem, da perseverança e da fé.


Que neste fim de semana, a tua vida e a tua casa possam ser iluminados por Ele, nosso amigo, companheiro de todas as horas e o maior exemplo de luz que possamos ter na nossa vida: o Mestre dos Mestres, Jesus.


Um bj no coração de cada um e um FELIZ NATAL.
Xanda


PRA VIVER A VIDA
(Grupo Vozes e Acordes)

Há tanta gente perdida, sofrida, aturdida, magoada, sem explicação.
Gente que vive o desgosto, orgulho, rancores, calúnias e a solidão.

E não percebe que a vida é mais do que a vida, ela é estrada, é renovação.
Deste caminho de pedras que estamos seguindo, brotará a perfeição.

Olhe pra frente e esqueça das vezes que a vida te joga, te leva ao léu.
Declame o rosa das flores, as nuvens, os pássaros e o sublime azul do céu.

Recriar a insensatez, de viver, de crescer e amar.
E abraçar a lucidez do amanhã bem melhor que virá.

Pra viver a vida.









Nenhum comentário:

Postar um comentário