domingo, 25 de dezembro de 2011

E Ele nasceu para iluminar a vida na Terra ...

E Ele nasceu.


Em uma noite belíssima, onde a natureza parecia ter separado o que de mais belo ela podia ofertar. 
O céu estava recheado de estrelas que reluziam, tais como pequenas pedras de brilhante. 
A brisa soprava suave, com medo de fazer barulho e atrapalhar aquele momento.
As árvores balançavam vagarosamente, fazendo do farfalhar de suas folhas uma suave melodia.


E lá dentro daquele espaço humilde, em cima de um monte de palha e feno, uma mãe sentia as dores do parto. O marido aflito, acompanhava de perto o sofrimento da mulher querida e aguardava ansioso pela chegada do rebento.


Os animais que moravam naquela estribaria aguardavam ansiosos e silenciosos aquele momento. Parecia até que eles sabiam da magia que marcava aqueles minutos, aqueles instantes. 


Era a Vida que nascia. A Vida em abundância que saia do ventre daquela mulher. Era a Vida em plenitude.
Expectativa.
E lá chegava Ele. Pequeno, indefeso, frágil. Ele nascia!!


E tudo se modificou. A noite transformou-se em festa, alegria. 
O céu ficou mais iluminado, brilhante. Uma estrela cadente passou rasgando o véu noturno em comemoração à sua chegada e anunciando ao mundo: ELE ESTÁ ENTRE VÓS!!


Foi numa noite linda que nasceu Aquele que é o maior homem que esse planeta já teve o prazer de conhecer. 


O Mestre dos Mestres.
O Mestre do Amor.
O Mestre simplesmente Inesquecível.


Grandioso em virtudes, Ele optou por nascer de uma família humilde, num lugar simples passando a mensagem de que, grande não é aquele que ostenta por fora, mas o que possui por dentro.
Grande não é quem pensa que é. Grande é quem tem a noção de sua grandeza e vive sua simplicidade.


Dono de uma missão importante e árdua, Ele optou por começar de baixo, sem buscar as vantagens de uma família abastada ou do luxo, mas vivendo em simplicidade. Mostrando que o necessário para o bem viver é muito pouco e não precisa de grandeza.


Naquela longínqua noite de Jerusalém, nascia Aquele que mudaria os destinos do mundo.


Sua mensagem tão simples, ainda era incompreensível para os homens da época.
Tão incompreensível que foi transformada em uma mensagem de sangue, de guerras, de perseguições, de separatismo, de poder.


Eles não entendiam o que era Amar. Como assim, amar sem ter? Amar sem obter?
Como amar ao outro se ele é tão diferente de mim? Se divergimos, se ele não comunga dos mesmos pensamentos e ideias que eu?


Não, eles não entenderam Sua mensagem.
Mesmo os seus apóstolos, aqueles escolhidos para lhe dar o suporte para multiplicar a sua missão, não O entendiam. 


Ele era realmente Incompreensível. 
Não queria dominar, queria conquistar pelo afeto.
Não queria impor, queria ofertar a Boa Nova.
Não desejava o destaque, o status, e sim, a simplicidade da convivência sadia.
Não julgava as atitudes alheias, antes as entendia e perdoava.
Não cobrava nada de ninguém, apenas mostrava o caminho certo e deixava que os outros fizessem suas escolhas.


Ele era realmente Incompreensível.
Como podia amar pessoas miseráveis, sujas, maltrapilhas?
Como podia tocar leprosos do corpo e da alma sem se contaminar?
Como podia tolerar as atitudes das adulteras, dos homens corrompidos pelo dinheiro?
Como podia abraçar um amigo, mesmo sabendo que ele lhe trairia?


Ele era simplesmente Maravilhoso.
Levava luz e alento à corações sofridos apenas com suas palavras de amor.
Renovava as esperanças dos desesperançados da sorte com seu sorriso amoroso.
Acalentava os que choravam junto ao seu coração bondoso.
Curava os olhos da carne, daqueles que já começavam a se curar da escuridão do espírito.
Levantava os decaídos, os paraplégicos, para que eles retomassem a caminhada em direção ao Pai.
Valorizava as mulheres, não como um instrumento para a satisfação de seus desejos carnais, mas como seres humanos e filhas do mesmo Pai.
Olhava as crianças como os pequenos espíritos que precisavam de amor e luz, para poder se desenvolverem em homens e mulheres de bem.


Ele foi Incrível até seu último momento.
Por isso, Ele é o Avatar dos Avatares.
O Profeta dos Profetas.
O Exemplo de Luz a ser seguido, independente de cor, raça ou credo.


Seu exemplo de vida ultrapassou gerações e hoje, apesar de ainda incompreendido, é lembrado pelos homens da Terra.


Quiçá, Mestre e Amigo Jesus, chegue o dia em que o natal se transforme no que realmente deve ser: numa noite onde as pessoas se encontrem pelo prazer de Te louvar, para Te agradecer pela presença em nossas vidas. Para Te oferecer a própria existência em favor da construção do Reino de Deus aqui nesse planeta chamado Terra.


Glória a Deus nas Alturas!!
Glória ao nascimento do Mestre Jesus.
Feliz aniversário Amigo querido.


Xanda

Um comentário:

  1. Feliz Natal, Ale,

    Sou feliz em ser seu amigo.

    Sua mensagem tem o sabor da vivência e do amor ao Cristo de Deus-Jesus.

    Beijo grande!

    Merlânio Maia

    ResponderExcluir