quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

Do Pássaro para o Mar

Solitário olho o mar,
e penso em sua imensidão.
Vejo o quanto sou pequeno
diante desta vastidão.

Mesmo com minhas asas para voar
preciso parar para te contemplar
chegar bem junto a ti
apenas para te sentir.

Por isso aqui estou, amigo mar
quieto a te olhar
e conversando com o Criador pergunto:
como é que ele pôde te criar?

Não importa se te vejo do céu
ou de pertinho onde estou
importa apenas saber que ai estás
e que eu, aqui estou.

(08.01.13)

Nenhum comentário:

Postar um comentário