quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Nas ondas do mar

Observo calmamente as ondas do mar. 
Mansas, calmas, elas se espalham pela areia 
seu movimento me lembra o doce espalhar de um abraço
como se o mar quisesse acarinhar a terra. 

É na renda das ondas que me deslumbro 
na perfeição do seu formato 
na perfeição de suas curvas 
na doçura do seu ato. 

Ver o mar me traz paz 
ouvir o mar me acalma 
sentir o mar me hipnotiza. 

No seu movimento sereno ele me fala de saudade. 
No estender do seu véu de ondas ele me fala de doçura. 
Na imensidão do seu verde ele me traz esperança. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário