sexta-feira, 12 de abril de 2013

E num raiar do dia ...


E ao fundo tudo está cinza
parece que não haverá esperança de luz hoje.
Contemplo ao longe o infinito e pergunto:
o que será desse dia?

De repente, olho mais uma vez o horizonte
e percebo que por entre as árvores pequenos raios de luz brotam
como se eles quisessem me dizer,
"filha, daqui a pouco a gente volta".

Sim, nuvens e cinza fazem parte da vida.
Assim como o branco, o preto, o amarelo, o azul.
Dependendo do momento e da hora
a vida dá o tom da cor.

Mas apenas de uma certeza eu sei.
Que mesmo que o dia aparentemente esteja sem cor
nada, absolutamente nada segura o amor
do Divino com a sua criação.

Por isso, mesmo entre aparentes nuvens
em algum momento rompe o sol as barreiras.
Trazendo nova aurora aos corações e à vida
mostrando que nada supera a força da luz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário