quarta-feira, 26 de junho de 2013

A vida. Ah, a vida ...


As vezes penso que a vida é como uma grande paisagem. 
Viver muitas vezes é uma bela campina onde grama fresca, flores campestres e brisa doce nos colorem e facultam o caminho.
Outras vezes, ela se parece com uma grande montanha, com um caminho definido, íngreme, mas que dá pra você escalá-la.
Em alguns momentos é como se ela fosse uma grande escarpa, sem locais para colocar os pés, difícil de subi-la, assustadora.
Há vezes em que estamos tal qual o viajor perdido no meio de uma grande tempestade, cercado de pancadas de chuva, relâmpagos ferozes, ventos assustadores. Parece que não temos caminho nem saída.

Para cada momento desses em nossas vidas há pessoas especiais.
Criaturas que aparecem do nada, as vezes, para nos acompanhar, nos sustentar, nos acalentar.
Seres que pelo simples fato de existirem já nos alegram.

Assim é a vida.
Cheia de encontros e desencontros.
Altos e baixos.
Turbulências e calmarias.
Mas sempre será vida. 

Acho que a beleza da vida está em saber senti-la. 
Também no compartilhar.
E a benção da vida é dádiva para todos.
A verdadeira alegria da vida é no encontrar.
O real sentido, amar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário