quinta-feira, 18 de julho de 2013

Na vida sempre é preciso um ponto final.

Oi gente.
Hoje vim falar aqui do "ponto final".
É, isso mesmo, do ponto final.
Cada vez mais descubro que a melhor coisa do mundo é o tal do ponto final.
Quando ele aparece na vida da gente é uma maravilha. Significa que tudo está perfeito.
Sim, porque o ponto final significa que tudo está resolvido, finalizado. Não há pendências.
É fim e pronto.
Não tem coisa melhor do que a gente sentir que algo chegou ao seu término. A sensação de alívio que nos toma é algo inenarrável, maravilhoso. É uma sensação de paz.

Ao contrário de outros "sinais de pontuação", o ponto final te dá a deixa de que outra coisa nova pode começar.

Sim, porque tem o tal do ponto e vírgula. Esse é pura enganação. Faz de conta que acabou, mas nada mais é do que apenas uma "pausa mais longa" numa situação que ainda não se esgotou. Daqui a pouco está você de novo às voltas com aquele mesmo assunto, mesma realidade que se pensou ter superado e voltam as mesmas dores, angustias, sofrimentos.

E a tal da vírgula? 
Há momentos na vida representados por ela. Significa que você ainda vai detalhar, viver, reviver, remexer até encher, uma determinada situação. Quando ela vem separar as coisas boas que estão nos acontecendo é tudo de bom. Afinal, nos momentos de alegria, conquistas, aprendizados, as vírgulas representam um novo capítulo a seguir, mais um bom momento a ser vivido, seja com alguém ou não. Mas, quando essa vírgula intercala períodos de angustias, aperreios, medos, esses "respiros" mas se parecem com soluços, sustos. São apenas rápidos espaços de refrigério até a gente se preparar para a próxima bronca.

Chato é o tal dos "três pontinhos" ou reticências.
Esse significa que algo nem acabou, nem foi solucionado e que está no limbo, ou seja, pendente. E nada mais chato do que coisas pendentes, sem fim, nem começo. Isso acontece normalmente quando a gente não tem coragem de colocar o "ponto final" nas coisas. Ai elas ficam pendentes, apenas consumindo a nossa energia, sem nenhuma solução prática. Isso é ruim, pois pode causar muitos males em nós, tais como, ansiedade, angustia, irritações, nervosismo.

E a interrogação??
Caramba, tem algo pior do que ela?
Essa dita cuja significa incertezas, indefinições, algumas vezes "beco sem saída", ausência de respostas. É outra que "quebra o cristão na emenda", é um aperreio só. Tem coisa pior do que os momentos da vida onde a gente não acha saída?! Desesperador não?

Mas tem a exclamação.
Ah, essa também tem dois lados. Pode ser de uma surpresa ruim, algo que a gente não queria que acontecesse. Uma notícia desagradável, uma perda, um momento difícil que surge de repente. Mas a exclamação também pode ser muito legal quando se trata de algo bom, uma surpresa deliciosa, uma conquista inesperada. Ah, quando ela vem assim é uma delícia!!!

Mas seja lá qual for "o sinal de pontuação que faça parte de sua vida nesse momento", lembre-se: o melhor sempre é poder dar às histórias o ponto final. E isso não significa necessariamente fim, término, mas também começo ou recomeço, definição, rota a ser seguida, determinação. Por isso, neste final de semana, que a pré lua cheia lhe inspire a colocar "os pontos finais" onde for preciso e a definir as rotas necessárias para que sejas mais feliz.
Bjs
Bom fim de semana.


Um comentário:

  1. APENAS LEMBRANDO O APEGO AS COISAS, SITUAÇÕES E PESSOAS, POIS É JUSTAMENTE ESTE ENGRAÇADINHO QUE NOS FAZ REFÉNS E APRISIONA-NOS LEVANDO-NOS AOS SOFRIMENTOS E ANGÚSTIAS QUE SE PERPETUAM POR UM LONGO PERÍODO. SUPERANDO ISTO,ENTÃO REALMENTE O PONTO FINAL É UM "GRAN FINALE".JOAO TAVARES

    ResponderExcluir