quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Um dilema...


Na vida há muitos desafios.
Mas cada vez mais me convenço de que o maior deles é amar.
E aqui falo também no que se refere à relação entre homem e mulher.

As dores, os equívocos, as perdas fazem-nos fechar o coração.
O medo de se dar e não ser correspondido ou de sofrer, nos levam a negar o sentimento ou a levantarmos "barreiras" em nosso entorno. O pior é que nos acostumamos tanto com elas que terminamos "calcificando" o coração e quando damos conta, estamos secos de amor.

Mas também acredito que, já que fomos feitos para amar, chega um tempo em que essas "barreiras" são colocadas à prova. Há períodos em que elas literalmente "pesam" em nós, nos sufocam, nos esmagam, e nesse momento só há uma solução: ter a coragem de lutar para derrubá-las.

Ai vem o medo, o receio. "E se eu sofrer de novo?
Se sofrer de novo é porque ainda tinha algo para aprender, algo para vivenciar, de modo a se fortalecer para o amanhã. 

Mas, só há uma forma de descobrir e crescer: se permitindo sentir.
(Texto escrito no dia 18.10.2013)

Nenhum comentário:

Postar um comentário