quinta-feira, 27 de novembro de 2014

O que brota desse Ser?

O que é viver?
As vezes penso que viver é um eterno rasgar-se e remendar-se.
É uma contínua busca de si mesmo.
Um caminhar sem cessar.

Há horas em que penso que viver é desvendar-se, desnudar-se.
É uma sensação de que algo precisa sair.
É como se algo quisesse ser, existir.
Uma sensação estranha até para se definir.

Há dores que doem sem sabermos que nome se dá para elas.
Mas elas estão ali, cortando, apertando, ferindo.
E é desse ferimento que algo deve brotar, nascer.

Há momentos em que a sensação é de querer sair do próprio corpo.
Rasgar-se e deixar brotar o novo.
Mas, o que será esse novo ser?!

Nenhum comentário:

Postar um comentário