quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Um momento de gratidão...


 Depois de dois meses, São Pedro resolveu fazer as pazes comigo e deixou que a noite de lua cheia deste mês de novembro viesse maravilhosamente bela.

Hoje passei o dia cansada, mas quando vi aquele círculo amarelo no céu completamente isento de nuvens, o cansaço foi embora na hora!! Resultado: na volta pra casa desci em Bairro Novo, Olinda, e fui para a praia.

Poucas coisas na vida me dão tanto prazer e alegria de forma tão plena, quanto a noite enluarada. A desta quinta-feira, particularmente, estava especial. E tudo parecia ajudar para que ela ficasse linda.

No céu, algumas nuvens que passeavam preguiçosamente resolveram se recolher e deixar tudo límpido. Um vento gostoso, típico de início de verão, soprava insistentemente sem causar frio, apenas uma sensação gostosa de aconchego. O mar deleitava-se dengoso em seu ir e vir, permitindo que o luar se esparramasse fogoso por suas ondas e marolas. A noite virou dia. E o dia terminou com luz.

Eu, que cansada estava, revigorei-me com tanto esplendor.
Nem lembrava mais que queria ir correndo pra casa dormir. Não. O que eu queria era passar a noite toda ali, contemplando aquele quadro, aquele momento, aquela beleza. Nada mais me importava, a não ser ali estar.

Nessas horas tenho a plena certeza da existência de algo ou alguém muito superior a mim. Porque para criar a imagem que eu via, só uma alma igualmente bela o seria capaz. 

Sim, Deus existe.
E se manifesta em tudo o que é criado, inclusive em nós quando nos abrimos para percebê-lo na vida que nos cerca.
Obrigada pela noite, Senhor.
Minha eterna e profunda gratidão a ti por tanta bondade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário